Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos de São Sebastião) promoveu, na terça-feira (11), uma carreata com professores e pais de alunos pela região central. O objetivo foi alertar os governantes e conscientizar a população sobre os riscos do retorno as aulas presenciais durante a pandemia do novo Coronavírus. O manifesto teve paradas em frente à Prefeitura, Câmara e Secretaria de Educação.

De acordo com o Sindicato, os profissionais da Educação seguem se empenhando para garantir o ensino online. O próximo ato público “Aulas presenciais sem vacina é chacina” ocorrerá na Costa Sul, no dia 18 de agosto, às 16h30, com início na praça próximo a Escola Walkir Vergani, em Boiçucanga.“Foi emocionante ver pais e filhos irem para as portas das casas durante a carreata e aplaudir ao ouvirem os depoimentos dos professores afirmando os riscos de aulas presenciais neste momento. O apoio da comunidade é imprescindível”, afirma a presidente do Sindserv, Cristiane Leonello.

“Estamos lutando pelo direito a vida e a saúde de todos. Os governantes precisam entender e se posicionar contra qualquer tipo de retomada, pois não existe a mínima estrutura para garantir a segurança de todos”, completa a presidente.

Durante as paradas da carreata, os manifestantes expuseram cartazes, de forma a garantir o distanciamento social e os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS). O momento também contou com falas sobre Educação Pública, sobre a importância da valorização de todos os serviços públicos, sobre os trabalhadores da Saúde diante da pandemia, a importância do fornecimento de EPI’s, a falta de estrutura enfrentada pelos profissionais e o repúdio total ao Projeto de Lei que pretende suspender o repasse patronal da previdência dos servidores.

A decisão da realização dos atos públicos e mobilizações foi tomada em assembleia do Sindicato dos Servidores (Sindserv), no dia 5 de agosto, de forma virtual. Os servidores da Educação também declararam Estado de Greve, notificado à prefeitura pelo Ofício Sindserv 89/20.

Outra ação é a realização de um abaixo-assinado virtual pelo não retorno presencial das aulas, que será encaminhado à Prefeitura, à Secretaria de Educação e à Diretoria de Ensino, que já está com mais de 800 assinaturas e pode ser acessado neste link: encurtador.com.br/lFO12

O Departamento Jurídico do Sindserv também está tomando todas as medidas legais cabíveis para acionar os órgãos competentes em prol do não retorno às aulas presenciais enquanto perdurar a pandemia. Segundo o Sindicato, os servidores irão se reunir em nova assembleia, no dia 20 de agosto, para organizar as próximas ações.

Sobre o Estado de Greve

O Estado de Greve é a posição aprovada pelos trabalhadores para alertar os governantes que a qualquer momento poderá ser deflagrada uma greve pela garantia de direitos. A greve é um dispositivo democrático garantido pelo artigo 9º da Constituição Federal Brasileira de 1988 que assegura o “direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender”.


fonte : site radar Litoral 

Deixe seu Comentário